Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Desporto Artes e Lazer
Partilhar

Seja bem sucedido nos exames da lingua espanhola através de aulas particulares

De Ricardo, publicado dia 09/10/2019 Blog > Idiomas > Espanhol > Aprender espanhol com um professor particular e quais são os resultados

 

Os alunos do ensino secundário, mediante a aproximação do final do ano letivo, por vezes sentem-se pressionados, a obter uma boa classificação ou nota nas provas oficiais ou normalmente intitulados de exames nacionais. A língua espanhola, é muitas vezes negligenciada uma vez que, pode não pertencer á lista de disciplinas do plano curricular definido em cada ano letivo.

Contudo, é um aspeto que deverá ser analisado de outra forma, pois a prova ou exame nacional referente ao 11º Ano do ensino secundário pode ser decisiva para que um aluno seja aprovado e avançar para o último nível do ensino médio.

Se nunca estudou espanhol ao longo da sua vida, saiba que nunca é tarde para começar a aprender a falar espanhol. É um facto que, se o seu contacto com o vocabulário espanhol fosse contínuo nos anos anteriores, teria um grande impacto neste momento, mas não desespere! Ainda pode recuperar o tempo perdido e garantir uma boa nota do exame de espanhol.

Desta forma, como ganhar esta “corrida em contra-relógio”? Muito simples: faça revisões, encontre o seu ritmo de estudo e pratique bastante e, por fim, faça bons cursos de espanhol online ou presenciais com um professor particular para lhe ajudar.

Porquê ter aulas de espanhol particulares?

Antes da realização de um importante exame de espanhol, alguns estudantes podem necessitar de reforço ou explicações e de um acompanhamento personalizado para uma revisão do conteúdo presente no programa letivo.

As necessidades de cada aluno são importantes para que o professor particular estabeleça um plano de aulas. Reforço escolar para alunos do ensino secundário | Fonte: Unsplash

Esta necessidade permite que se sinta mais confiante, sobretudo se for um aluno que tenha dificuldade em aprender idiomas, já que nem sempre é possível ter este acompanhamento tão próximo na escola que frequenta. Sessões de estudo ou explicações mais intensivas e personalizadas podem lhe ajudar prosseguir com tranquilidade e reduzir o seu nível de stress e, por isso, conseguir obter a nota no ensino secundário necessária para a média final de acesso à universidade.

Por outro lado, outros alunos precisam claramente de apoio. Durante o ano letivo, são acompanhados por professores e colegas e, em poucas semanas antes de um exame, sentem-se “perdidos”, sem saberem por onde começar e como abordar o conteúdo lecionado. Estes têm dificuldades em manterem-se motivados e somos sensíveis a esta situação e o quanto isso pode complicar ainda mais a fase em que se encontram.

As aulas particulares são uma ótima opção de realizar revisões eficazes. Muito mais do que é praticado na escola, é uma forma de acompanhar e orientar o aluno no estudo, uma vez que o professor estará presente, focado nele e “exigir” a sua dedicação na obtenção de resultados.

O estudante também pode ter dificuldades na organização e metodologia na forma de estudar. Tentar enquadrá-lo num grupo seria, de facto, ineficaz. As aulas particulares vão, de certa forma, ajudá-lo a encontrar o melhor método de estudo e, desta forma, preparar-se para o temido dia do exame.

Por fim, dependendo do ano em que o aluno se encontra, o teste de espanhol pode ocorrer em duas etapas diferentes: oral e escrita. Um aluno pode ter maiores dificuldades em falar ou escrever e as aulas particulares existem para que este trabalhe e corrija as suas dificuldades e dúvidas, sejam elas quanto à pronúncia, vocabulário, gramática, frases ou até mesmo atingir a coesão de ideias.

Elabore um programa personalizado de revisões

Inicialmente, comece por conversar com o seu professor de forma informal para entender qual será a metodologia aplicada nas aulas, e também para expôr as suas dificuldades, os seus pontos fracos e os seus pontos fortes. Um professor da lingua espanhola, será capaz de orientar melhor as revisões dos alunos que o procurem.

Os alunos devem garantir que o seu material de estudo esteja organizado, para que não haja tempo perdido. Trazer as suas lições e os trabalhos de casa anteriores para as aulas de espanhol, pode ser uma boa forma de demonstrar os seus pontos fortes e fracos para que o professor saiba orientá-los da melhor maneira.

Os bons professores particulares, contrariamente aos professores do ensino nacional, devem adaptar-se às necessidades dos seus alunos, individualmente. Estes não devem apenas se contentar em seguir um programa letivo pré-estabelecido, sem considerar as necessidades dos alunos. É possível retomar noções básicas, caso necessário e, assim clarificar os conhecimentos adquiridos anteriormente. O aspecto fundamental é preparar os alunos para que superem as suas dificuldades e obtenham um bom desempenho nas provas.

Adote uma metodologia verdadeiramente eficaz

Um exemplo de metodologia pode ser a criação de cartões de revisão. além da folha de revisão geral, o aluno deve preparar-se para o que será solicitado nos exames de espanhol. Seja o exame nacional ou um teste durante o ano letivo, as provas escritas de espanhol consistem em três grupos: interpretação de texto, expressão escrita e gramática. Não se trata de uma redação com um tema livre, mas será necessário estar preparado para responder a perguntas abertas e fechadas, assim como escrever um texto curto (com um tema pré-estabelecido).

As aulas particulares permitem manter a coesão de conhecimentos. A criação de cartões de revisão com destaque em cores são uma excelente ferramenta para estudar. | Fonte: Unsplash

O professor de língua espanhola deve confiar nos em recursos educacionais como exames nacionais dos anos anteriores. O estudo dos exames nacionais de espanhol anteriores também permite ao aluno preparar-se melhor para o desafio que irá surgir. Na escrita espanhola, é quase impossível fazer previsões sobre qual a matéria que irá sair. Se nas disciplinas como história ou geografia, há frequentemente assuntos atuais a serem abordados, nos idiomas nem sempre acontece o mesmo.

Por outro lado, para as provas orais, o aluno é conduzido a expressar-se sobre um assunto anteriormente abordado na sala de aula. Por isso, é importante conhecer todos os tópicos para estar bem preparado. Na compreensão oral, é fundamental estar preparado e treinar o ouvido para a fala nativa do idioma.

O professor tem o dever de ajudar os alunos a encontrarem os seus pontos fortes e fracos na memorização da matéria: existem indivíduos que são sensíveis a estímulos visuais ou auditivos ou mecânicos (movimentos musculares). Esta característica deve ser explorada no momento do estudo.

É possível também estabelecer alguns elementos para fortalecer o trabalho com foco na memorização:

  • Uso de um código de cores nas folhas de revisão para exercitar a memória visual ou esboços para explicar um determinado conceito;
  • Ler em voz alta para estimular a memória auditiva e melhorar a pronúncia;
  • Reescrever os termos mais complicados para memorizar de forma perceber um conjunto de sensações através das quais se torna possível perceber os movimentos musculares, por meio dos estímulos do próprio organismo.

Os jogos são também uma excelente forma e diferente para uma aprendizagem mais divertida.

Experimente a sensação de fazer um exame

De forma a evitar a pressão ou dificuldade durante o exame oficial, é fundamental preparar-se através de uma situação semelhante. As vantagens em ter um professor de espanhol particular resumem-se essencialmente: à prontidão do mesmo em efetuar correções durante o estudo, dar-lhe as ferramentas necessárias para o sucesso e que o aluno consiga obter um bom desempenho no exame.

O facto de estar numa das melhores e mais conceituadas escolas na sua cidade, pode não ser garantido o seu sucesso. Um professor particular pode ser a garantia de um aluno conseguir um boa colocação.

Desenvolver e melhor conceitos gramaticais, é uma boa maneira de ganhar pontos, conhecendo o uso de preposições, construções lógicas e certas figuras de estilo.

Como aluno, precisa realmente de estar disposto a levar o estudo de forma séria. Uma aula descontraída faz bem, mas o importante é não perder o foco.

Exemplo de uma aula através de um formato diferente. Originalidade na metodologia aplicada a uma aula pode influenciar o desempenho de um aluno | Fonte: Unsplash

Cada segmento da matéria abordada, o professor também pode ajudar o aluno a organizar os seus rascunhos, pois serão úteis para o estudo ao longo da semana. Relativamente à prova oral, quanto maior for a prática na conversação com diferentes temas, melhor! É inútil tentar adivinhar o que vai sair no teste ou exame, pois é muito difícil e também porque é uma perda de tempo. Trata-se simplesmente de uma questão de descobrir os elementos chave da matéria e, certamente, vai encontrar a solução para qualquer caso.

Várias aulas durante a semana com o professor podem ajudar um aluno a controlar o stress e, se não for suficiente, é possível fazer exercícios de relaxamento durante a aula para diminuir o nível geral de ansiedade e melhorar as suas habilidades de conversação.

Um professor de espanhol para acompanhá-lo durante todo o ano

Se está a preparar-se para alguma prova ou exame, para ingressar num determinado curso bilingue, fazer comércio internacional ou simplesmente tentar uma carreira no exterior, é durante o ensino secundário que deverá dar os primeiros passos com rumo a este objetivo. Fazer um intercâmbio pode ser benéfico, para concluir o ensino com noções e conceitos superiores na língua espanhola.

Para além disto, ter um professor particular durante todo o ano pode ajudar. A aprendizagem ao longo do tempo é muito mais eficaz e leva a uma taxa elevada de sucesso.

Um estudante que tenha escolhido esta solução terá um melhor controlo do stress, já que a o conteúdo a interiorizar será repartido e suavizado com o tempo. Ser bem sucedido nos exames de espanhol não é tão complicado como parece! Confie em si e no seu professor particular.

Em síntese:

  • Tal como em qualquer teste, o exame nacional de espanhol requer uma preparação prévia! E com um professor particular, será muito mais fácil. Ele estará disponível para ajudar o aluno a compreender as diferentes etapas do exame oral e escrito, dando-lhe a metodologia mais adequada, apoiando-o e motivando-o a vencer as suas dificuldades;

O espanhol nunca foi tão fácil de aprender. Com esforço e dedicação os resultados vão surgir quando passar no seu exame nacional. | Fonte: Unsplash

  • As bases que o aluno tem e a correção dos elementos escritos também são essenciais neste trabalho de preparação. Os resultados dependem, em grande parte, dos estudos prévios;
  • A metodologia adoptada para as revisões faz toda a diferença. Um professor particular está disponível para dar os elementos chave ao aluno para que ele aprenda a memorizar mais facilmente;

Se vai fazer o exame de espanhol ou pensa em seguir a carreira numa determinada área que necessite do idioma, contrate um professor particular! Na nossa plataforma Superprof, irá certamente encontrar o profissional ideal para lhe ajudar.

Partilhar

Os nossos leitores adoram este artigo
Este artigo contêm as informações que procura?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...
avatar